perfume

by cidadão josé

É estranha a cor da terra nestes dias em que o calor desenha fantasmas de luz a meio caminho do horizonte e o chão exala um cheiro a lábios gretados e ao uivo surdo da sede. Ao longe, o canto das cigarras incendeia as asas dos pássaros que explodem no ar com um ruído de ossos partidos e folhas secas. O alcatrão derrete-se como chocolate negro, lodo nos sapais que agarra pés incautos e os puxa e afunda no hálito a ervas podres e enxofre dos pântanos. É com este tempo que se faz o sal, no rosto dos homens, nas axilas das mulheres.

IMG_5932

Anúncios